Vacina de subunidade do vírus varicela-zoster tem 96% de eficácia em 3 anos contra o herpes-zoster em adultos imunocompetentes com 50 anos de idade ou mais

MBE em Foco - Volume 3, Issue 13

Referência - N Engl J Med 2015 May 28;372(22):2087 (evidência de nível 1 [provavelmente confiável])

O herpes-zoster (cobreiro) pode ocorrer em pessoas de qualquer idade previamente infectadas com o vírus varicela-zoster, mas é mais comum em adultos com mais de 60 anos de idade que venham tendo uma redução na imunidade relacionada à idade (Ann Intern Med 2011 Mar 1;154(5):ITC31). A Zostavax®, uma vacina de vírus vivo, é recomendada para adultos ≥ 60 anos de idade, mas não é adequada para adultos com imunodeficiências (MMWR Morb Mortal Wkly Rep 2015 Feb 6;64(4):91). A Zostavax® tem uma eficácia relatada em 3 anos de 51,3% contra o herpes-zoster (redução do risco absoluto de 1,7%), mas esta eficácia diminui com o aumento da idade do paciente (N Engl J Med 2005 Jun 2;352(22):2271). O primeiro relato de um ensaio de fase 3 em andamento foi publicado recentemente comparando uma vacina de subunidade do vírus contra o herpes-zoster versus placebo em 15.411 adultos imunocompetentes ≥ 50 anos de idade, sem história de herpes-zoster, vacinação contra herpes-zoster ou vacinação contra varicela. A vacina de subunidade continha 50 mcg de glicoproteína E recombinante do vírus da varicela-zoster e um sistema adjuvante AS01B, de base lipossomal. Duas doses da vacina ou placebo foram administradas a adultos, por via intramuscular, no início do estudo e após 2 meses.

Todos os indivíduos receberam pelo menos uma dose da droga em estudo e foram incluídos na análise global. Na randomização, 8.926 adultos (58%) foram alocados a um subgrupo de reatogenicidade e lhes foi pedido que registrassem reações sistêmicas ou no local da injeção em um diário durante 7 dias. Durante uma média 3,2 anos de acompanhamento, houve 244 casos confirmados de herpes-zoster (0,1% com a vacinação contra 3,1% com placebo, redução do risco absoluto de 3%). A taxa de herpes-zoster por 1000 pessoas-ano foi de 0,4 com a vacina de subunidade e 9,3 com o placebo na coorte total, resultando em uma eficácia da vacina de 96,2% (p

<0,001). Estes resultados foram consistentes em todos os grupos etários. No geral, eventos adversos graves foram relatados em 9% dos que receberam a vacina de subunidade e em 8,9% dos que receberam placebo. O subgrupo de reatogenicidade relatou uma maior percentagem de eventos adversos no grupo de vacinação no prazo de 7 dias após a administração (84,4% versus 37,8%), mas a maioria foram reações locais ou sistêmicas leves ou moderadas, sendo os eventos adversos de grau 3 relatados em 17% dos que receberam a vacinação e 3,2% dos que receberam placebo (sem valor de p relatado).

Embora a vacina de subunidade contra o herpes-zoster tenha demonstrado aumento da reatogenicidade em comparação com o placebo, a maioria das reações foram ligeiras a moderadas, com uma taxa similar de eventos adversos graves reportados na coorte geral. A elevada eficácia da vacina de subunidade encontrada neste ensaio tem várias implicações importantes. Em primeiro lugar, parece haver uma maior eficácia global, em comparação com a Zostavax®. Esta vacina de subunidade também não apresenta qualquer evidência de diminuição da imunogenicidade com a idade. Finalmente, ao contrário da vacina de vírus vivo, ela pode também ser segura para uso em populações imunocomprometidas devido ao fato de não conter um vírus com potencial de se replicar e causar a doença. Os pacientes imunocomprometidos, no entanto, foram excluídos deste ensaio clínico de fase 3 e, assim, serão necessários mais estudos para determinar se esta vacina é segura para todos os adultos mais idosos. No geral, os resultados deste estudo sugerem que esta vacina de subunidade da glicoproteína E recombinante do vírus varicela-zoster é altamente eficaz para a prevenção do herpes-zoster em idosos imunocompetentes. O andamento do ensaio continuará a monitorar os pacientes durante cerca de 60 meses para determinar a eficácia da vacina ao longo de 5 anos.

Para mais informações, veja o tópico

Herpes-zoster na DynaMed.


Other EBSCO Sites +